Em tempos de pandemia, o que é mesmo essencial na vida?

Este momento difícil que estamos vivendo, esta pandemia e tudo que está acontecendo nos traz a preocupação com a saúde, com os cuidados redobrados que precisamos ter como: o uso de boas máscaras que realmente funcionem, a higiene das mãos e objetos, evitar aglomerações etc.

Mas além disso, o fato de termos que nos isolar (e isto já está durando muito mais tempo do que gostaríamos), me fez ter algumas reflexões como: o que é realmente importante?

Se a vida continuasse assim pra sempre, se esta se tornar a nova realidade, “ o novo normal” como será tudo? Quais hábitos valem a pena manter ou mudar ou resignificar?

Sei que o “ importante”, o “ essencial” é relativo e pode ser diferente para cada pessoa de acordo com os valores de cada um, mas gostaria de expor aqui a minha percepção. O contato com as pessoas cada vez mais se tornou virtual, isto é legal para quem trabalha home office e tal, mas e quando dá aquela vontade de conversar com pessoas no mundo real?

Um simples, “vamos tomar um café e bater um papo”, coisas simples que não são ou não estão possíveis….mas, e se fosse, quem você gostaria de escolher para isso? Quem você quer que faça parte da sua vida? Sem ser o seu pet…

Percebi que que tudo me leva a ser mais seletiva, me faz pensar com quem eu quero realmente estar e trocar idéias, conversar…quem eu gosto de verdade, quem tem valor para que eu queira passar um tempo junto com esta pessoa.

O isolamento também nos dá um tempo extra que nos obriga a olhar para nosso interior e muitas vezes isto pode ser bom ou desagradável, porque o momento de fazer mudanças é agora.

Algumas coisas perdem o sentido neste momento, pelo menos pra mim;

Quando vejo propagandas ou posts de moda, roupas, sapatos, bolsas, fico pensando: pra quê? usar para ir pra onde?

Já que não estamos saindo pra nada e nem viajar podemos, o gostoso mesmo é usar roupas e sapatos ou chinelos confortáveis, a idéia aqui é CONFORTO, e acho que isto veio para ficar, espero!

Roupas, modas, acessórios, tudo se torna supérfluo quando o essencial é mesmo ter Saúde.

Se eu vou investir em alguma coisa, será em algo que possa me proporcionar melhor saúde, qualidade de vida, qualidade de tempo, qualidade nas relações, equilíbrio emocional e espiritual.

Mas voltando ao pensamento lá do começo deste texto: o que é realmente importante?

Para mim, é estar bem dentro do meu ambiente (minha casa), dentro do meu corpo e dentro da minha alma mas de uma forma harmoniosa e respeitando os ciclos da vida com um novo olhar e uma nova sensibilidade. Resignificar o tempo e a forma como lidamos com ele, as relações, o jeito de existir…isso tem sido uma cura pessoal. É um bom momento para mudar tudo aquilo que sempre soubemos que era necessário, lá no fundo, todo mundo sabe!

Comentários